terça-feira, 12 de maio de 2009

Sinais dos tempos

Aqui há uns tempos houve umas actividades de Educaçao Física lá na escola onde estou a trabalhar.
Ora, eu, como tenho a mania que sou muito dado a estas coisas da actividade física, lá fui.
Decidi experimentar tudo. Comecei pela escalada. Nunca tinha tentado. Comecei a trepar num ritmo bastante positivo. Cheguei a meio da parede e já me doía o corpo todo. Já não me conseguia içar-me mais para cima. Comecei por culpar a parede, à qual faltavam alguns apoios. Lá tive que admitir que já não me conseguia puxar mais para cima. Decidi admitir que a escalada não é para mim e passar à actividade seguinte.
Peguei numa bolinha do basket. O movimento ainda lá está. Mas a falta de prática ao longo dos anos provocou dificuldades no meu lançamento. Curta. Comprida. Curta. Curta. Comprida... parecia que me faltava força no pulso... Mas achei que com alguma prática voltava.
Segui para o vóleibol. Também senti que estava destreinado. Atirei-me de joelho para o chão e ficou a doer-me. Eu dantes não precisava de joelheiras...
Pronto! Irritei-me! Vou para o futebol. E, cerca de 3 anos depois que incluiram várias lesões nos pés e nas pernas que me impediram de jogar futebol, sabia que ia estar perro, mas não ao nível a que senti. Duas corridas e já não corria para trás para defender. Uma frase me passou pela cabeça. Há 10 anos e há 10 kgs atrás isto era bem mais fácil.


No fim de semana fui a um daqueles sítios onde dantes me sentia em casa. Conhecia 'toda a gente' e andava a saltar de grupo em grupo, como se de nenúfar em nenúfar se tratasse, feliz da vida a conversar com estes e com aqueles.
Desta vez, tirando as pessoas que foram comigo, não conhecia ninguém. O aspecto estava diferente. O espírito das pessoas também parece estar alterado. Olhava em volta e só pensava: Só pitalhada!
Não foi mau. Foi diferente. Deu para fugir à rotina. Irei repetir. Até porque a parte que me tocava, foi mais uma vez, um sucesso!


Há umas semanas, num daqueles 'freak accidents' que supostamente não devem acontecer a ninguém e que dantes nunca me aconteciam a mim, aleijei-me num pé. Já se passou quase um mês e continua a doer-me. Isto há uns anos teria curado em horas.

Hoje voltei a adormecer quando me preparava para ir ao ginásio.
É oficial. Estou velhote!

... ou isso ou estou numa forma deplorável e a precisar de férias!

6 comentários:

profpardal disse...

Yes!!!

Não sou a única!

Em 3 meses já me inscrevi em 2 ginásios e acabo sempre por desistir.

Quero ver como é que me vou aguentar no caminho de santiago!

Haja esperança! É desta que os meus 10kg (sim... não és só tu com mais peso) vão abaixo!

Тияго disse...

Nenúfar em nenúfar? Mas que paneleirice.

Icon disse...

profpardal: eu tenho tentado, e conseguido, ir ao ginásio.
O sono, o trabalho e, por vezes, a preguiça impedem-me de manter a regularidade nas visitas que devia existir...

Tiago Russo: eu, com esse tipo de paneleirices, não consigo chegar ao nível de rotice a que nos habituaste ;)
Ainda estava com esperanças de te encontrar por lá...

bellsblog disse...

Isso é mesmo preguiça, não é velhice. As primeiras aulas de natação custaram-me horrores. Chegava a meio sem fôlego nenhum, mas não desisti, agora saio de lá fresquinha. Vá, o que custa é tirar a ferrugem.


(Quando comecei a ler, no post acima, godiva, lembrei-me logo dos pensos higiénicos. Não deixei lá este comentário para não "avacalhar" um post tão querido.)

bellsblog disse...

Isso não é da idade, é da ferrugem.

Icon disse...

não fazia a menor ideia que havia pensos higiénicos godiva...