quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Busy!

Na minha escola lembraram-se de uma nova! Aquilo a que chamam de maletas pedagógicas. Assim, tenho de criar uma ficha informativa, uma ficha de trabalho e a sua correcção para o caso de eu faltar devido à gripe A.
Vejamos! Eu só tenho 2 turmas de CEF, 2 turmas de profissionais e uma turma muito, muito, muito especial... Para quem não sabe, se o formador faltar a estas aulas, tem de as repor. Ou seja, a chamada maleta pedagógica para as minhas turmas faz tanto sentido como um cunicultor aplicar a Sucessão de Fibonacci para prever os lucros da sua criação. Teoricamente, é muito bonito mas no fundo é "Bigollo", bom para nada! Se eu tenho de repor as aulas, faz todo o sentido que eu seja substituido por um docente dessas turmas para que eles não estejam lá a perder tempo. Mais, mesmo que as fichas eventualmente pudessem ser usadas, eu não sei quando vou ser fulminado por essa pandemia que é a Gripe A. Ou seja, a minha ficha tem de servir para qualquer altura! Ora, eu faço fichas todas as semanas porque nos cursos não há livros adoptados. Assim, na altura em que ficasse acamado, bastaria usar as fichas dessa semana. Ou eu construiria umas novas da conforto do meu leito de quarentena e mandaria pela internet. Devem ter medo que o vírus H1N1 vá como attachment ou coisa parecida. Quanto à turma especial... Não vou falar sobre isso porque ainda me causa demasiada ansiedade... :s Mas digo-vos que faz ainda menos sentido! Ficamos por aqui sobre este assunto especial que é para eu não dar demasiadas voltas na cama...
E fazer as cabecinhas pensantes da escola perceber todas estas coisas? Acho que teria mais sucesso a explicar-lhes que por um ponto exterior a uma recta nem sempre passa apenas uma recta paralela...
Portanto, a forma como ando a gastar o meu tempo é tão útil como se estivesse a tentar fazer a quadratura de um círculo apenas com régua e compasso...
Voltarei, quando tiver tempo para fazer coisas inúteis de que gosto e me dão prazer... Não me abandonem que eu gosto muito de todos vocês, os meus leitores, pois nem toda a gente tem paciência para estes meus desabafos!

15 comentários:

Pochinha disse...

Haha, as pessoas inteligentes que se lembraram disso podiam ter penado um boocadinho melhor...

Eu sei que não devia ter piada, mas "Devem ter medo que o vírus H1N1 vá como attachment ou coisa parecida." a sério, como posso não me rir?! =P

bj

Bloguótico disse...

Realmente, há coisas que não dá mesmo para perceber... e o "sururu" à volta da gripe A é uma delas!!

Boa sorte... espero que em breve tenhas tempo para as tais coisas inúteis!!! :D

Storyteller disse...

Vivam as inutilidades! Adoro coisas inúteis, que são as únicas que o meu lindo cérebro consegue reter. Se imaginasses a quantidade de informação inútil que actualmente habita nesta cabeça...

Icon disse...

pochinha: obg por teres achado piada!
algo de bom saia disto tudo...
bj

bloguótico: pah! a gripe tem servido de desculpa para as coisas mais absurdas!!! irrita!!
espero esta semana dedicar-me às inutilidades

Storyteller: ainda ontem ao almoço falava com os colegas acerca disso. tenho o meu cérebro cheio de informação inútil que só serve para eu brilhar enquanto assisto àqueles programas de TV com perguntas ou quando jogo trivial...

dyphia disse...

tem calma! que eu n te abandono...

beijos

Kikas disse...

pois que eu já aprendi a ter paciência xD mas tenho mais paciência para ti que para os santos da casa, que por sua vez não têm paciência para mim.. lool bem, espera que a gripe a te bata à porta antes que tenhas tempo de fazer as ditas fichas muitos estúpidas! ah, mas não abras ;)

Abobrinha disse...

Já agora, não te esqueças de colocar um pacote de lenços de papel e uma coisa daquelas com gel e álcool dentro da maleta, sim? Só para não infectares o docente seguinte.

A já agora, uns antibióticos (os parolos dizem que não curam gripes porque não sei o quê não matam vírus, mas eu não me fio).

E o teu testamento, não vá o diabo tecê-las!

Nunca se pode ter cuidado a mais! ;-)

maria teresa disse...

É a 1ª vez que venho aqui, como é óbvio, gostei deste seu desabafo, ou melhor, não gostei nada do assunto que leva a que haja este desabafo.Fui professora de Matemática durante 36 anos,fora os "ameaços", quando anteriormente a leccionar turmas, dava explicações. A Escola pertende-se dinâmica, como tudo na vida, mas actualmente está demasiado espartilhada, não se percebe, ou não se quer perceber, que há excepções a determinadas regras, que até podem ficar devidamente registadas, para não se cair sistematicamente nos mesmos erros. No seu caso a justificação que nos dá aqui devia ficar "registada" e não se voltarem a fazer exigências nem a si, nem a outro colega, que possa estar nas mesmas circunstâncias de "condicionantes" da disciplina e do modo como tem que ser ministrada...
Espero que a gripe não passe por si, nem por mim, já agora...

Icon disse...

dyphia: enquanto que tiver pelo menos um leitor, não abandono o barco! obrigado pela tua fidelidade :)
bj

kikas: alguém que tenha paciência para mim... é que, às vezes, nem eu me aturo!
a gripe, aqui, dificilmente pega! se pegar, se for como com as outras doenças (faringites usualmente) lá vou eu dar aulas com 40º como se nada se passasse. eu sei que a atitude não é muito correcta mas professor contratado só pode faltar mesmo se morrer!

abobrinha: seja bem aparecida aqui nos comentários! ;)
a escola já está cheia dessas coisas do desinfectante com álcool mas é melhor nem começar a falar no desperdício de dinheiro que isso é que senão eu começo aqui a ferver e não convém pq ainda pensam que eu tenho a famigerada gripe e é um problema para mim.
agora que falas nisso, acho que vou pôr lá o testamento como parte da maleta... se algum dia alguém olhar para aquilo, sempre tem o belo do apontamento humorístico!

maria teresa: antes de mais, bem-vinda aqui ao blu. É com honra e respeito que recebo cá alguém a quem sigo as pisadas nessa arte que é ensinar matemática, especialmente, alguém que tem tanta experiência no "métier".
agora tenho que pedir para não me tratar na 3ª pessoa. isso é para os meus alunos e situações formais. Não estamos em qualquer dos casos.
A Escola está doente. Cada vez há mais burocracias inúteis, mais trabalho que não lembra ao diabo para os docentes. As minhas preparações das aulas perdem sempre para esses afazeres que têm sempre um prazo de entrega ridículo. Fico sempre com a sensação que poderia fazer melhor naquilo que é verdadeiramente importante. Gostava de ter mais tempo para explorar, comparar novas formas de tentar transmitir os conteúdos e competências que supostamente tenho que ensinar. Ainda por cima com turmas complicadíssimas como os meus actuais CEFs e profissionais e a outra "especial" que sofrem de um grande falta de empenho e eu tenho que inventar, "colocar a bola vermelha na ponta do nariz", para tentar cativá-los, motivá-los e interessá-los por algo de que quase todos os meus alunos rejeitam mesmo antes de tentarem.
Ainda tenho esperança que um dia a profissão volte a ter o reconhecimento social que merece e que nos sejam dadas condições e autoridade para educar a futura massa trabalhadora deste país. A ausência de exigência ao nível escolar a que se assiste nesta altura, faz-me prever um futuro nada risonho. Talvez os meus professores tenham pensado o mesmo da minha geração mas, comparando as turmas de quando eu andava na escola com aquelas a que agora dou aulas, acho que a minha opinião tem fundamento.
Quanto à gripe, espero que seja aquilo que me parece... nada mais que um grande alarmismo geral. Mas, mesmo assim que nenhum de nós padeça dela.

Marina disse...

Tu escreves nos posts palavras como "cunicultor"???

Vou retirar-me, embaraçada, da tua presença, grande mestre no uso da lingua portuguesa!

Icon disse...

Marina: Céus!!!!! Já me chamaram e eu até posso ser muita coisa mas "grande mestre no uso da lingua portuguesa" não serei de certeza absoluta!!!! Mesmo sendo um dos maiores elogios que já me fizeram, lamento mas, não posso mesmo aceitá-lo!
Aliás, basta ir ler o teu blog para verificar que há gente que escreve bem melhor que eu!
Digo-te desde já que compraste um cantinho muito especial no meu coração com esse elogio! :)

Marina disse...

Tens o coração à venda?
Tipo tráfico de orgaos por partes?
Olha que eu nao alinho nessas coisas!
eheheheheheheheh

Beijinhos do Oeste

PS: Ah, e ja agora, obrigada pelo elogio ao meu cantinho! =)

Icon disse...

Marina: é assim uma espécie de aluguer do espaço.
tenho sempre uns cantinhos no meu coração que as pessoas ocupam e que a eles podem voltar qd entenderem... Quanto mais frequentam o "espaço" e convivem com o senhorio, melhores condições há... tu, n tarda, tens cá uma mansão com piscina!
tá visto! eu vendo estes cantinhos ao desbarato mas dps, sinto falta das pessoas qd elas os deixam ao abandono... precisam de me ir dando atenção! se calhar até não fica assim tão barato!
n tens nada a agradecer! eu n gosto de ficar com aquilo que penso por dizer...

chapeu de sol amarelo disse...

Boa sorte...e esperemos que não apanhes a gripe...:-)

Icon disse...

chapéu de sol amarelo: muito obrigado!
eu prometo tentar não apanhar a gripe...