sábado, 7 de novembro de 2009

Que faço eu aqui com este pau de giz na mão?

Data: 5 de Novembro de 2009
Hora: por volta das 12h35
local: uma qualquer sala de aula na escola onde trabalho.

Estava eu, voltado para o quadro, a passar um exercício para os tipos resolverem e começo a ouvir:
- Oh M.! Não faças barulho!
- Oh professor, o M. tá-me a chatear...
Ainda de costas para as "crianças", como não ouvia o M. a dizer rigorosamente nada, pensei. "Pronto. Já temos circo. Querem lá ver que o tipo se pôs a andar sem dizer nada?"
Assim que me voltei para a turma, verifiquei que o M já não se encontrava na sala de aula. Marquei-lhe falta. Saí da sala e comuniquei a ocorrência à Directora de Turma.
Não vai acontecer nada a este aluno. É quase certo. Também é altamente provável que ele chegue ao final do ano e passe. Vivam os cursos CEF. Mal cheguei a esta escola e ouvi, de ambas as coordenadoras dos cursos CEF a que eu iria dar aulas, que os alunos têm de passar, pensei logo que isso era uma ideia muito perigosa e que esperava que, pelo menos, não andasse a ser transmitida aos alunos. Aquilo que verifico é que os alunos fazem o que lhes dá na real gana e, quando lhes digo que a continuarem assim têm negativa, eles respondem-me que nos outros anos os alunos mal iam às aulas e tinham positiva.
Ando a desperdiçar o meu tempo e o dinheiro de todos os contribuintes a tentar ensinar o que quer que seja àquela gente... Tenho um nome para aquilo que me foi atribuído em algumas das turmas este ano: Lixo Humano!
Parece que foram escolhidos a dedo. Uma pessoa tenta tudo e mais alguma coisa para os motivar, cativar e eles rejeitam tudo sem sequer experimentarem... Haja paciência!
Eu até podia pensar que são limitações minhas mas verifico que os outros professores sentem o mesmo...
Dou graças a Deus pelas turmas dos profissionais que tenho. Não sendo nada de brilhante, sempre fico com a sensação que estou a conseguir passar qualquer coisa...

11 comentários:

Coiso disse...

O meu prof de Matemática do Secundário queixava-se exactamente do mesmo. Ele contava-nos cada coisa que... Meu Deus!
Grandes diferenças das aulas dele para eles e para nós:
eles- bom dia/tarde, matéria, adeus
nós- bom dia/tarde, matéria, futebol, econommia, matéria, política, matéria, jogos de PC... e por aí fora, até ao adeus. Só faltava trata-lo por tu. Até jantares com ele marcávamos! Mas isto porque nós, apesar da confiança, tínhamos-lhe respeito. Foi sem dúvida o prof que mais me marcou.

Agora, ando num Politécnico e lá há os CET. Já tive de ir para o laboratório fazer trabalho extra-aulas e numa dessas vezes apanhei a turma do CET do meu curso. A maioria dos alunos pensa que pode brincar com os profs como no Secundário mas depois vêm "o que é bom para a tosse". Só é pena com 18-20 e tal anos ainda parecerem umas verdadeiras criancinhas...
Abraço!

KrYsTeVsKy disse...

Bem vindo ao mundo dos CEF's e dos PCA's.

Kikas disse...

ainda bem para a minha mãe, nunca teve CEF's.. mas até ao nono ano, têm que os passar, mesmo sem ser em CEF's. a minha mãe tem que levantar negativas que acha que deve dar à pala disso. acho que a maioria dos professores que gosta realmente de ensinar não pode com isto.
só dando um exemplo.. na minha turma, décimo primeiro ano de matemática a, no curso de ciências e tecnologias (ou seja, a matemática é mesmo essencial) há quem não saiba resolver equações de primeiro grau. mas isto é normal??

Icon disse...

coiso: é mesmo isso! com os profissionais, que não são nada de especial, consigo brincar, fazer uns comentários idiotas, falar de futebol, gozá-los por viverem no fim do mundo onde não têm nada para fazer mas, quando é preciso trabalhar eles, com maior ou menor dificuldade, até trabalham...
com os CEF é lixo. bom dia/ tentativa de dar matéria/ eles a falarem de coisas que nada tem a ver/ eles a fazerem coisas que nada têm a ver/ e fim de aula...

krys: obrigado! acho eu...

kikas: nem me fales disso das notas a subir... até me causa pesadelos!
não acho nada normal alguém chegar ao 11º sem saber resolver uma eq do 1º grau mas infelizmente, começa a ser usual...

Lactrodectus Mactans disse...

Interessante. Não pelo ponto de vista positivo, mas em termos que o sistema está cada vez pior e a educação das crianças o triplo...

JP disse...

CEF? CET?
Credo! Quando estudei no secundário essas siglas não existiam.
Apesar de já existir muita confusão... eu ainda sou do tempo das faltas a vermelho e dos "descansos" semanais. Resultavam... de que maneira.
Estes miúdos deviam ter umas aulas em Angola, só de ver até a mim me doía.

JP disse...

CEF? CET?
Credo! Quando estudei no secundário essas siglas não existiam.
Apesar de já existir muita confusão... eu ainda sou do tempo das faltas a vermelho e dos "descansos" semanais. Resultavam... de que maneira.
Estes miúdos deviam ter umas aulas em Angola, só de ver até a mim me doía.

Icon disse...

Lac Mac: deveras interessante... Hoje a aula nesta turma correu surpreendentemente sem indidentes de maior, tirando a usual conversa para o lado...

JP:
Já te ia dar as boas vindas aqui ao tasco mas já me apercebi que já fazes parte da loiça da minha blogosfera... apenas deixaste cair o vale a seguir ao JP...
Nós, professores, perdemos imensa autoridade desde que andaste no secundário. Infelizmente é tudo a proteger os "mininos".
Os castigos já não são castigos. Eles nem com o chumbo se importam...

Marina disse...

Fica feliz pelos profissionais que tens! =)
(Na maior parte das vezes... nem te digo nada!)

Icon disse...

Marina: Ando a corrigir os testes dos profissionais... já me está a passar o orgulho neles... enganaram-me bem!
Com um teste tão básico umas notas tão fraquinhas...

Marina disse...

Mas pelo menos sao simpaticos?
Podes continuar feliz! =)